Escola Municipal de Lagoa Formosa suspende duas turmas após caso de Covid-19

O caso foi confirmado na Escola Municipal Zilca dos Santos Fonseca.

por Caio Machado
27/05/2021 - 15h50

Patos Já - Escola Municipal de Lagoa Formosa suspende duas turmas após caso de Covid-19Imagem: Gustavo Brito

Duas turmas da Escola Municipal Zilca dos Santos Fonseca em Lagoa Formosa foram suspensas nesta quarta-feira (26), após a confirmação do caso de coronavírus de um dos alunos.

O caso foi confirmado na família de uma criança cujo irmão também estuda na escola e mesmo que apenas um deles tenha sido testado com Covid-19, os alunos e professores das duas turmas foram dispensados.

“Assim que tivemos conhecimento, pela própria avó da criança, suspendemos as aulas das turmas. Ao avisar sobre a quarentena, algumas crianças até choraram porque não queriam ficar sem vir para a escola”, contou Neusa.

Ela afirma que a procura dos pais aumenta a cada dia que passa e que nesta semana, três mães a contatou, afirmando que trarão os filhos na segunda, pois eles estão chorando ao ver os colegas indo pra escola e eles não.

Para Neusa Eliana da Silva, diretora da escola, o caso não repercutiu negativamente, pois eles sabiam que a confirmação de casos poderia ocorrer em algum momento e já estavam preparados para isto.

Nas salas de aula ocorre o distanciamento dos alunos, o uso de máscaras e álcool em gel, além do fato de que os professores utilizam equipamentos de proteção individual, o que deixa os pais confiantes a levarem os filhos.

“Eles estão mais seguros aqui do que na rua, porque é um ambiente controlado e o número de crianças está reduzido, pois nem todos os pais aderiram ao retorno às aulas”, disse a professora Daniela Abadia Magalhães.

A educadora disse ter receio pelos alunos, mas afirma que a alegria de voltar às aulas é maior do que o medo. “O ambiente escolar faz muita falta para os alunos”, concluiu Daniela.

Esse é o segundo caso confirmado em uma escola de Lagoa Formosa. O primeiro ocorreu na Escola Municipal Quinzinho Souto, situada na zona rural de Monjolinho de Minas, no último dia 13 de maio.

Kátia Braga Machado, secretária de educação de Lagoa Formosa, afirmou que os casos estão sendo monitorados de perto. “Se começar a aumentar iremos parar, mas por enquanto os casos não atrapalharam a volta às aulas”.


Comentários
Os comentários não representam a opinião do portal e são de responsabilidade do autor

  • NossaFM 105,9 - Patos de Minas/MG
  • NTV - Patos de Minas/MG
  • NossaFM 96,3 - Oliveira/MG