Professora da FPM faz pesquisa sobre biomarcadores do câncer de mama

O trabalho de pesquisa foi realizado em parceria com a Universidade Federal de Uberlândia

por Redação Patos Já
28/05/2019 - 06h30

Patos Já - Professora da FPM faz pesquisa sobre biomarcadores do câncer de mama

A Faculdade Patos de Minas marcou presença bastante comemorada no  BBCS - BRAZILIAN BREAST CANCER SYMPOSIUM 2019, realizado entre os dias 16 a 18 de Maio na Pousada Pireneus, em Pirenopolis, Goiás. O evento conecta os melhores pesquisadores e pesquisas nas áreas de  mastologia, oncologia clínica, radiologia, radioterapia, cirurgia plástica, enfermagem, psicologia, nutrição, paliativismo, etc. A versão 2019 do evento recebeu pessoas de todas as partes do país e, aproximadamente 45 pessoas da América Latina, Estados Unidos e Europa.

Entre os participantes destaca-se a presença da professora,  pesquisadora e colaboradora na FPM, Eva Mendes Monteiro, graduada em Biomedicina pela Faculdade Patos de Minas, mestre pela Universidade Federal de Uberlândia e doutoranda em Ciências da Saúde - Faculdade de Medicina da Universidade Federal de Uberlândia, orientada pelo Dr.  Robinson Sabino da Silva e Dra. Yara Cristina de Paiva Maia.

Segundo Eva Monteiro, "foi um momento ímpar para contatos, para novas ideias, para vislumbrar colaboração com outros centros de pesquisa e também para atualizar sobre as novas técnicas e saberes nas pesquisas sobre o câncer".

A pesquisadora recebeu mênção honrosa - terceiro melhor pôster comentado entre os sete melhores pôsteres comentados  - cujo título trouxe POTENTIAL APPLICATION OF A SEROLOGICAL SPECTRAL BIOMARKER FOR ALTERNATIVE DIAGNOSIS OF BREAST CANCER, Brazilian Breast Cancer Symposium, em português: Potencial de aplicação de biomarcador sorológico espectral para diagnóstico alternativo para câncer de mama. Confira texto sobre a pesquisa logo abaixo*.

A FPM comemora o resultado e parabeniza a pesquisadora!

Basicamente, nos dias atuais o diagnóstico do câncer de mama compreende quatro técnicas convencionais: histopatologia, mamografia, ultrassonografia e ressonância magnética.

Portanto, a crescente incidência mundial de câncer de mama e a ausência de métodos para a detecção precoce exigem uma busca por técnicas novas e mais eficazes.

O presente estudo foi realizado com mulheres com doença bengina e mulheres com neoplasia da mama maligna, utilizando a técnica de Espectroscopia de infravermelho por transformada de Fourier de refletância total atenuada (ATR-FTIR), o FTIR detecta mudanças em um nível multi-molecular, sendo uma ferramenta promissora para o diagnóstico precoce e prognóstico do câncer de mama.

FTIR é uma técnica mais rápida,com alta sensibilidade, especificidade e precisão, economicamente viável, alta produtividadee capaz de identificar alterações bioquímicas como biomarcadores para detecção de câncer. Além disso, os principais objetivos dos novos sistemas diagnósticos incluem melhorar o resultado do paciente através da identificação de estágios iniciais, monitoramento do tratamento e resistência a drogas, identificação de populações de alto risco para progressão do tumor e subsequente redução da mortalidade. O biomarcador sorológico espectral  encontrado foi pré-validado e  pode fornecer uma alternativa nova e robusta para o diagnóstico de câncer de mama, estamos trabalhando para validar e para isso precisamos continuar nossa pesquisa.

Confira mais informações sobre o evento:

http://bbcs.org.br/uploads/workshops/538ea7f8455848f8b160271104b38dbb.pdf


Comentários
Os comentários não representam a opinião do portal e são de responsabilidade do autor

  • NossaFM 105,9 - Patos de Minas/MG
  • NTV - Patos de Minas/MG
  • NossaFM 96,3 - Oliveira/MG