Acusado de matar o próprio pai em 2013 é condenado a 4 anos de prisão

O crime foi cometido no bairro Sorriso e a condenação foi por homicídio simples

por Redação Patos Já
01/08/2019 - 18h00

Patos Já - Acusado de matar o próprio pai em 2013 é condenado a 4 anos de prisão

O assassinato aconteceu em junho de 2013, quando o comerciante, Alair dos Santos Caixeta, de 42 anos, foi morto pelo próprio filho, Wesley dos Santos Caixeta, no bairro Sorriso em Patos de Minas. A esposa da vítima também foi julgada na mesma seção do Tribunal do Júri, nesta quinta-feira (1/8).

De acordo com os autos do processo, os irmãos Wesley dos Santos de um menor de 14 anos de idade estavam em casa ouvindo música e bebendo, quando Alair chegou embriagado e se desentendeu com os filhos, por causa do volume. Ao retrucar dizendo que o som já estava baixo, o comerciante agrediu o filho, que enfurecido decidiu acabar com a vida do pai.

Ainda segundo as informações, os dois irmãos esperaram Alair dormir e atearam fogo no quarto, mas ele conseguiu escapar das chamas, saindo por uma janela. Na sequência o comerciante agrediu o menor de idade, quando Wesley Aquino se apoderou de um machado e golpeou a cabeça do pai, que foi esfaqueado até a morte.

Após várias horas de julgamento, o acusado foi condenando a 4 anos de prisão por homicídio simples, com privilégio de domínio de violenta emoção, logo após injusta provocação da vítima. Elisonia de Aquino Caixeta, mãe do réu e que também foi julgada na mesma seção, chegou a ser denunciada por mesmo estando ciente da gravidade que poderia culminar na morte do marido, nada fez. No entanto, a pedido do Ministério Público, ela foi absolvida.


Comentários
Os comentários não representam a opinião do portal e são de responsabilidade do autor

  • NossaFM 105,9 - Patos de Minas/MG
  • NTV - Patos de Minas/MG
  • NossaFM 96,3 - Oliveira/MG