Após quase 15 dias na UPA paciente recebe alta

A NTV e o Patos Já acompanharam o drama da paciente que recebeu 13 negativas de hospitais que são referência para o seu tratamento

por Redação Patos Já
23/07/2022 - 15h50

Patos Já - Após quase 15 dias na UPA paciente recebe alta

Carina Daiana da Silva tem 30 anos e foi internada na UPA de Patos de Minas no dia 7 deste mês, após sofrer uma queda em casa. Foram as filhas que viram a mãe passando mal quando chegaram da escola e acionaram o socorro.

Em 2016 Carina teve um AVC seguido de uma trombose, e desde então usava uma medicação, que foi suspendida pelo atual médico. A falta desse medicamento pode ter causado o mal estar e sua queda.

Mesmo recebendo assistência na UPA, ela precisava passar por mais exames e consulta com um neurologista para investigar a causa do mal estar e ver se havia ficado com alguma sequela, mas, Maria Lúcia, mãe da Carina, disse que a vaga dela para um hospital de referência para o seu tratamento foi negada 13 vezes. 

Procurada pelo jornalismo da NTV, a prefeitura de Patos de Minas informou no dia 20 de julho que a paciente foi admitida na UPA no dia 7 de julho levada pelo Samu. Foi atendida, medicada e estabilizada, passando por tomografia no dia seguinte. O exame constatou hematoma no cérebro, o que requer avaliação de neurocirurgião para definir a conduta a ser adotada. Diante disso, em razão da urgência do caso e da necessidade de passar por avaliação de um especialista, a paciente foi cadastrada no SUS-Fácil no dia 9 de julho. Houve negativa por parte do Hospital Regional e da Santa Casa de Misericórdia, alegando falta de leitos e/ou de profissionais. Na sequência, o pedido de transferência foi redirecionado para a macrorregião, mas também houve negativas de Uberaba e Uberlândia. Também procurada pela NTV, a Santa Casa de Misericórdia, afirmou não ser referência neurológica e disse que a responsabilidade para esse tipo de atendimento é do Hospital Regional. Entramos em contato com a Fhemig, que afirmou que o Hospital Regional Antônio Dias é prestador de serviços de saúde, sendo referência no atendimento de urgência/emergência de grandes traumas para a Macrorregião Noroeste, que corresponde a 33 municípios, atendendo a uma população de 701.605 habitantes. Disse também que além de pacientes regulados, a unidade também recebe demandas de urgência e emergência, encaminhadas via SAMU e CBMMG. Ressaltou ainda que a busca, regulação e disponibilização de vagas, de acordo com a disponibilidade dos serviços prestados, cabe à Central de Regulação de Leitos.

Após deparar com tantas negativas, depois quase 15 dias de espera na UPA, Carina conseguiu uma consulta no Hospital Regional na última quinta-feira (21) e após exames recebeu alta. Carina foi para a casa da mãe com as filhas e a orientação é para que ela volte a tomar a medicação e que fique por mais 15 dias sendo monitorada pela mãe, para só então poder voltar para a sua casa e segui com a antiga rotina.

Sem poder trabalhar para cuidar da filha, a família ainda precisa da ajuda da população, já que Carina ainda precisa de alguns medicamentos que devem ser manipulados e não são fornecidos pelo SUS. Quem puder ajudar pode entrar em contato com a Maria Lúcia através do (34) 99822-7288.


Comentários
Os comentários não representam a opinião do portal e são de responsabilidade do autor

  • NossaFM 105,9 - Patos de Minas/MG
  • NTV - Patos de Minas/MG
  • NossaFM 96,3 - Oliveira/MG