CPI que irá investigar secretário de planejamento de Patos de Minas deve ser aberta pela câmara nesta quinta-feira

Júlio César de Castro Fonseca é acusado de arbitrariedades à frente do cargo

por Redação Patos Já
05/02/2020 - 15h30

Patos Já - CPI que irá investigar secretário de planejamento de Patos de Minas deve ser aberta pela câmara nesta quinta-feira

No dia 19 de dezembro de 2019, o empresário José Antônio Cardoso, enviou para a Câmara de Vereadores, de Patos de Minas, uma denúncia contra o secretário municipal de planejamento, Júlio César de Castro Fonseca. O documento acusa o servidor de cometer arbitrariedades à frente do cargo.

Após o recesso parlamentar, na última reunião os vereadores: David Balla (MDB), Otaviano Marques (DEM), Mauri da JL (MDB), Waltinho da Civil (PDT), Edimê Avelar (DEM) e Bosquinho (PT) assinaram o documento, assinaram requerimento, pedindo a abertura de uma Comissão Parlamentar de Inquérito — CPI, para apurar o caso.

Na reunião ordinária desta quinta-feira (06), deve ser nomeada a comissão para investigar as denúncias. Caso sejam comprovadas, serão encaminhadas ao Ministério Público.

Entenda o caso:

Na denúncia, o empresário apontou que obteve em setembro de 2016 junto à administração municipal, alvará para a construção de dois prédios, mas que quando tentou renovar a licença para dar sequência aos empreendimentos, o secretário Júlio César de Castro, agido de maneira ilegal e em abuso de poder ao se negar a promover a renovação.

Ainda sobre denúncias contra Júlio, foi encaminhado um material que para o Ministério Público, intitulado como “queixa crime”, que acusa o secretário de desrespeitar, perseguir, e humilhar todo o seguimento produtivo da incorporação, construção e engenharia, citando que isso estaria beneficiando pessoas do seu interesse.

Procurado por nossa equipe, Júlio César disse que a secretaria cumpre rigorosamente a lei, afirmando que o caso está na Justiça, e que aguarda por uma definição. A respeito dos outros questionamentos, ele disse que desafia os autores que não se identificaram, a apresentar provas sobre o suposto beneficiamento do empreendedor citado no texto.


Comentários
Os comentários não representam a opinião do portal e são de responsabilidade do autor

  • NossaFM 105,9 - Patos de Minas/MG
  • NTV - Patos de Minas/MG
  • NossaFM 96,3 - Oliveira/MG