Amiga da dentista Roberta Pacheco divulga carta aberta sobre a história da jovem

Em meio a homenagens, a carta cobra respostas sobre o caso

por Débora Araújo
20/03/2019 - 10h20

Patos Já - Amiga da dentista Roberta Pacheco divulga carta aberta sobre a história da jovem

Uma amiga da dentista Roberta Pacheco, que faleceu após ficar 13 dias internada no Hospital Regional, divulgou uma carta aberta relatando como era a vida da jovem antes e depois do relacionamento com o médico Daniel Tolentino. Em meios às palavras que homenageiam Roberta, a amiga clama por respostas sobre o caso.

Confira a carta na íntegra:

“Nota sobre Roberta Pacheco (nossa amada bebeta), uma menina que teve o começo da vida bem difícil, a começar pela falta do pai, que falecerá antes mesmo dela nascer, mas o não conhecer não significar não sentir falta de um pai. Ela sempre foi uma menina meiga, doce, e principalmente ingênua, tinha um coração tão grande e bom que não conseguia enxergar maldade do mundo, tão pouco a maldade ao seu redor. O sonho dela sempre foi ser dentista e ela lutou muito pra conseguir se formar, pra retribuir a dedicação de sua mãe e fazer com ela se orgulhasse da grande profissional que sonhava se tornar. Quando finalmente realizou seu sonho, teve sua vida vilipendiada, roubada, a nossa bebeta faleceu, tão jovem, ela merecia o mundo, ela merecia viver, merecia ser feliz e amada assim como ela amou, e foi por tanto amar que amou um alguém que só queria o seu mal. Ela só era amor, ela só merecia o amor de volta e não a maldade do ser humano como resposta. Em busca do seus sonhos, Roberta se mudou para cidade de Patos de Minas para fazer a faculdade de odontologia. Após anos de luta e dedicação, quase ao final de sua graduação, ela conheceu o médico investigado pela polícia (Daniel Tolentino). Roberta se apaixonou! Durante o relacionamento, Roberta se isolou dos amigos e dos familiares, começou a apresentar comportamento submisso, apareceu por várias vezes com diversos hematomas pelo corpo, todas de origens duvidosas (escorreu e bati a cabeça, cai e me machuquei, esbarrei em um móvel, dentre tantas outras desculpas). Familiares e amigos não aprovavam mais o relacionamento, mas infelizmente Roberta já estava apaixonada e não conseguia distinguir o que estava acontecendo consigo mesma.

Aparência de Roberta TB foi mudando durante a convivência com o namorado, ela foi transformando seu esteriótipo (aparência) em algo semelhante aos gostos e preferências do namorado, o que estranhou família e amigos pois a jovem sempre repudiava qualquer tipo de medicamento que poderia fazer mudar a aparência drasticamente, ALGUMA COISA ESTAVA ERRADA!

Roberta estava completamente apaixonada pelo namorado! Sim ela acreditava em contos de fadas, acreditava que podia se casar, ser amada como amava ele, e acreditava que tudo era recíproco, mas estava nítido para os amigos e familiares o quanto a relação estava sugando nossa bebeta, era uma relacionamento conturbado de muitas brigas, de fazer ela chorar muitas noites. Roberta não comia quando brigavam, ela começou a se sentir inferior, relatava para as amigas que ela era um “palito”, que não era boa o suficiente em questão física em relação as mulheres que davam em cima do namorado, que elas tinham muito mais corpo do que ela. Roberta estava sendo induzida a achar que ela era pequena, frágil, feia,e acabou ficando com uma auto estima nitidamente baixa. olha quanto abuso psicológico nossa bebeta sofreu! Tão linda, tão jovem, tão cheia de vida.

Apos alguns meses, o relacionamento teria acabado, família e amigos ficaram contentes pois acreditavam que finalmente Roberta tinha se livrado daquele relacionamento tóxico, abusivo, entretando, alguns dias depois, Roberta planejou passar o carnaval com o ex na cidade de patos de minas onde ele morava. Mesmo contra a vontade da familia e dos amigos, Roberta  foi, acreditando que estava em busca de salvar o seu relacionamento.

Roberta se hospedou na casa de Daniel. E mais uma vez os dois discutiram e terminaram o relacionamento.

Durante todo o dia 05/03/19, ainda hospedada na casa de Daniel; Roberta conversava com sua amiga e mostrava interesse em ir embora, quem alguém a buscasse, que havia acontecido coisas que ninguém iria acredita com ela.

E ao final da tarde, comunicou que mais uma vez iria conversar com Daniel sobre os dois.

Logo após essa troca de mensagens, Roberta e Daniel se hospedaram em um hotel na mesma cidade da residência do médico. Segundo Daniel, eles tinham discutido em sua casa, portanto eles deixaram o apartamento e foram para o hotel.

No mesmo dia, Roberta foi levada ao Hospital Regional de Patos de Minas, com diversos hematomas pelo corpo, convulsão, e parada cardiorrespiratória. Assim, ao chegar no hospital, foi induzida ao coma, e após várias complicações em seu estado, durante 13 longos dias de internação, luta pela vida e sofrimento, Roberta Pacheco veio à óbito.

O então namorado só se ateu a dizer que a mesma convulsionou após ingerir bebida alcoólica. Não deu assistência adequada, não a visitou no hospital, não amparou a família e não foi ao velório e muito menos ao seu enterro.

Após a morte de Roberta a justiça decretou a prisão temporária do Médico Daniel Tolentino, que esta sendo investigado pela polícia e Ministério Público. Em cumprimento ao mandado de busca e apreensão em sua residência e escritório, foram apreendidos diversos medicamentos de origem dividosa, muito dinheiro, aparelhos eletrônicos, que a polícia acredita elucidar diversas questões.

Familiares e amigos querem respostas:

Por que Roberta chegou em estado tão grave ao hospital? Porque uma jovem saudável e sem históricos teve convulsões e parada cardiorrespiratória? Porque o celular de Roberta desapareceu?

Porque o médico não prestou nenhuma assistência após o ocorrido? Por que ele desceu ao estacionamento e pegou alguns pertences uma hora antes de ela pedir socorro e ser arrastada para o corredor do hotel, onde só depois foi acionada a emergência? Porque Roberta não queria mais ficar na cidade no dia do acontecimento? Porque Roberta teve a maioria de seus órgãos internos comprometidos? O que causou tantos hematomas?

Queremos justiça queremos a verdade, e com apoio da mídia que poderemos conseguir com este Instagram faremos justiça , nos ajudem a chegar a nível nacional !!!!

E o principal: o que aconteceu naquele quarto de hotel?

Daniel Tolentino optou pelo silêncio em seu depoimento para Polícia. E aguarda o desenrolar das investigações na prisão.”


Comentários
Os comentários não representam a opinião do portal e são de responsabilidade do autor

  • NossaFM 105,9 - Patos de Minas/MG
  • NTV - Patos de Minas/MG
  • NossaFM 96,3 - Oliveira/MG