Acusado de assassinar taxista em Patos de Minas é condenado a 13 anos de prisão

O crime aconteceu em janeiro de 2019 no bairro Coração Eucarístico

por Redação Patos Já
25/11/2020 - 07h00

Patos Já - Acusado de assassinar taxista em Patos de Minas é condenado a 13 anos de prisão

Foram levados a júri nessa terça-feira (24), no Fórum Olympio Borges de Patos de Minas os réus, Daiana Aparecida Buzar e Wemerson Glécio Ferreira Rosa. Ambos foram denunciados pelo Ministério Público, por participação na morte do taxista, Rainelle Hylário Soares, assassinado com cinco tiros dentro do próprio carro, em janeiro de 2019, no Bairro Coração Eucarístico.

A decisão do júri foi pela condenação de Wemerson Glécio Ferreira Rosa, a 13 anos de prisão, em regime inicialmente fechado. De acordo com os autos, ele estava no banco traseiro do carro e surpreendeu a vítima disparando dois tiros contra a sua nuca. Já Daiana Aparecida Buzar, que era acusada de ter escondido em sua casa a arma do crime, foi absolvida.

Entenda o caso.

Taxista é encontrado morto em no bairro Coração Eucarístico em Patos de Minas

Suspeitos do assassinato de taxista em Patos de Minas são presos em Contagem

Acusados de envolvimento na morte de taxista vão a juri nesta terça-feira em Patos de Minas


Comentários
Os comentários não representam a opinião do portal e são de responsabilidade do autor

  • NossaFM 105,9 - Patos de Minas/MG
  • NTV - Patos de Minas/MG
  • NossaFM 96,3 - Oliveira/MG