Microrregião será composta por Patos de Minas, João Pinheiro e São Gotardo, na nova fase do plano Minas Consciente

A reformulação passa a valer a partir do dia 6 de agosto

por Redação Patos Já
Fonte: (*) com informações da Agencia Minas.
31/07/2020 - 11h00

Patos Já - Microrregião será composta por Patos de Minas, João Pinheiro e São Gotardo, na nova fase do plano Minas Consciente

A nova fase do plano Minas Consciente dividirá as macrorregiões em 62 microrregiões, com a avaliação da condição de atendimento, a logística e a disponibilidade de leitos das cidades, segundo informou o o governo do Estado. Com isso, a microrregião Noroeste será composta pelos municípios de Patos de Minas, João Pinheiro e São Gotardo.

Para o secretário adjunto de Desenvolvimento Econômico, Fernando Passalio, a nova divisão permitirá uma gestão customizada da reabertura. “Como o estado é muito grande, nós tínhamos macrorregiões com realidades internas muito distintas. Um exemplo é a Noroeste, em que as cidades de Formoso, em um extremo, e Patos de Minas, no outro, tinham uma distância de centenas de quilômetros, com uma realidade diferente e capacidades de atendimento distintas. Esse recorte por microrregiões vai permitir um olhar individualizado na progressão de ondas”, disse.

A realidade de cada município mineiro será considerada para determinar a reabertura segura da economia durante a pandemia da Covid-19. A progressão de ondas do novo Minas Consciente, que passa a valer a partir da próxima quinta-feira (6 de agosto), será feita avaliando características como tamanho da cidade, logística de atendimento e capacidade assistencial.

Outra mudança prevista na nova versão é o tratamento simplificado para municípios com menos de 30 mil habitantes. Essas cidades poderão progredir automaticamente para onda intermediária do plano, que permite a reabertura de mais serviços, caso apresentem baixo índice de casos ativos. Isso será permitido mesmo que a microrregião esteja na primeira onda, que contempla apenas serviços essenciais.

Com base nos indicadores das microrregiões serão recomendadas as ondas de reabertura para aquelas cidades. A análise das 14 macrorregiões de Saúde também será feita semanalmente. Caso as indicações de onda sejam diferentes para a macro e a microrregião, caberá a cada prefeito definir qual critério se aplica melhor no contexto do seu município.


Comentários
Os comentários não representam a opinião do portal e são de responsabilidade do autor

  • NossaFM 105,9 - Patos de Minas/MG
  • NTV - Patos de Minas/MG
  • NossaFM 96,3 - Oliveira/MG