Assessora parlamentar acusa o vereador Marquim das Bananas de assédio sexual

A mulher prestou depoimento nesta terça-feira para a Polícia Civil

por Redação Patos Já
27/07/2021 - 18h00

Patos Já - Assessora parlamentar acusa o vereador Marquim das Bananas de assédio sexualArquivo Patos Ja.

O vereador de Patos de Minas, Marcos Antônio Rodrigues (PSD), o “Marquim das Bananas”, está sendo acusado por uma assessora parlamentar de ter cometido assédio sexual. Ele negou ter cometido os atos. A mulher foi ouvida nesta terça-feira (27), pela Polícia Civil, que investigará o caso.

De acordo com as informações prestadas pela assessora, os constrangimentos de assédio estariam ocorrendo desde o início do ano, tendo sido inclusive formalizada uma denúncia junto ao Ministério Público pelo seu advogado, informando toda a situação.

Na ocorrência registrada pela a assessora, que está afastada do cargo, ela disse que, Marquim lhe tratava mal na frente das pessoas, mas que fora do trabalho, sempre ligava querendo conversar sobre assuntos pessoais, como se fossem amigos. Que o vereador achava que entre os dois teria alguma proximidade para falar sobre assuntos íntimos. A mulher relata que ele perguntava sobre suas preferências sexuais, mas que ela se negava a falar destes assuntos o deixando muito nervoso.

Em outro trecho da denúncia, a assessora afirma que por diversas vezes o vereador lhe ameaçava de perder o cargo, oferecia presentes e dinheiro, dizendo que queria ver o seu corpo, e que deveria ceder, pois outras mulheres queriam sair com ele. Ela também afirmou ter provas do crime, registradas em gravações de áudios. Os dados que constam no celular serão periciados durante as investigações da Polícia Civil.

Nossa reportagem entrou em contato com Marquim das Bananas na tarde de hoje. O vereador disse não ter conhecimento das denúncias feitas pela assessora contra ele, e negou ter cometido assédio sexual contra qualquer pessoa.

A presidência da Câmara também foi questionada sobre o caso. "Recebemos a denúncia e será instaurado um processo administrativo na casa para apurar os fatos, o processo ocorrerá em sigilo para a preservação das partes", informou por meio de nota a assessoria.


Comentários
Os comentários não representam a opinião do portal e são de responsabilidade do autor

  • NossaFM 105,9 - Patos de Minas/MG
  • NTV - Patos de Minas/MG
  • NossaFM 96,3 - Oliveira/MG