Delegado explica porque pediu prorrogação da prisão temporária do médico Daniel Tolentino

Para a polícia, a soltura do suspeito pode atrapalhar o andamento das investigações

por Odair Cardoso
16/04/2019 - 06h00

Patos Já - Delegado explica porque pediu prorrogação da prisão temporária do médico Daniel Tolentino

A Polícia Civil de Patos de Minas pediu junto ao Poder Judiciário que seja prorrogada a prisão temporária do médico Daniel Tolentino, que segue no Presidio Sebastião Satiro, suspeito de envolvimento na morte dentista Roberta Pacheco, que morreu no Hospital Regional após cerca de duas semanas de internação.

O prazo da prisão temporária de Daniel Tolentino termina nesta quarta-feira (17) e segundo o delegado responsável pelo caso, Érico Rodovalho, está sendo aguardada a análise de decisão judicial. Para a polícia, a soltura do suspeito pode atrapalhar o andamento das investigações.


Comentários
Os comentários não representam a opinião do portal e são de responsabilidade do autor

  • NossaFM 105,9 - Patos de Minas/MG
  • NTV - Patos de Minas/MG
  • NossaFM 96,3 - Oliveira/MG