Laudo diz que bebê de quatro meses não morreu por maus tratos em São Gotardo

Exames periciais detectaram que a criança teria se engasgado com leite

por Odair Cardoso
18/01/2019 - 14h30

Patos Já - Laudo diz que bebê de quatro meses não morreu por maus tratos em São Gotardo

O caso que a princípio foi tratado como possível morte por maus tratos de um bebê de quatro meses, na cidade de São Gotardo, foi constatado como engasgamento com leite, que levou ao falecimento. A mãe da criança chegou a ser presa por suspeita de ter agredido o filho até a morte.

Segundo a Polícia Militar, foi feita uma denúncia que o bebê teria sido morto após ser agredido pela própria mãe, de 24 anos. Na casa, os militares já encontraram a criança sem vida deitada no berço. No depoimento, a mãe, Gislene Mileski Aguiar, disse que amamentou o filho no final da tarde desta quinta-feira (17) e o deitou no berço de barriga para baixo, mas que por volta de 20h30, o pai foi verificar como o bebê estava e já o encontrou sem vida.

Segundo o registro policial, a criança apresentava marcas pelo corpo com hematomas nas pernas e braços, o que teria levantado a suspeita de maus tratos. Um familiar relatou que Gislene vem passando por problemas psicológicos, desde antes da gravidez. Em dezembro de 2018 uma ocorrência de maus tratos dela contra o filho foi registrada pela PM.

No início da tarde desta sexta-feira (18), os exames realizados pela perícia no Instituto Médico Legal em Patos de Minas, resultaram em laudo técnico indicando que a criança morreu por engasgamento, e não confirmou sinais de agressão física. 


Comentários
Os comentários não representam a opinião do portal e são de responsabilidade do autor

  • NossaFM 105,9 - Patos de Minas/MG
  • NTV - Patos de Minas/MG
  • NossaFM 96,3 - Oliveira/MG