PM registra estupro de jovem de 14 anos em Patos de Minas

O suspeito de cometer o crime é vizinho da vítima.

por Redação Patos Já
15/06/2021 - 11h30

Patos Já - PM registra estupro de jovem de 14 anos em Patos de Minas

Nesta última segunda-feira (14), a Polícia Militar (PM) registrou um boletim de ocorrência relatando o suposto estupro de uma adolescente de 14 anos pelo vizinho de 41 anos.

Segundo o boletim de ocorrência, a PM tomou conhecimento que a vítima estava com algum problema clínico e que necessitaria de atendimento médico para verificar sobre o problema de saúde.

Quando os pais da vítima conversavam com a menor sobre encaminhá-la para o ginecologista, a adolescente informou ao pai que havia sido estuprada pelo vizinho.

O pai relatou que havia conversado com o suspeito acerca das acusações, tendo ele negado todo o acontecimento. No local, os militares conversaram com a vítima sobre o ocorrido.

A menor relatou que no dia 3 de junho, havia saído de casa para jogar o lixo fora, ocasião em que o suspeito a teria mostrado alguns vídeos de comédia pelo celular.

Em seguida, o suspeito teria segurado o seu braço e lhe puxado para dentro de casa. A vítima afirmou que ele teria mandado ela ir para o seu quarto e tirar a roupa, ocasião em que começou a praticar sexo oral na vítima.

A adolescente afirmou, ainda, que, após o sexo oral, o vizinho praticou conjunção carnal com ela, também masturbando em cima de sua barriga. A vítima alegou que nada disso ocorreu com o devido consentimento.

Ainda em conversa com a vítima, ela disse que não havia contado para ninguém, por vergonha do ocorrido, afirmando também que já havia sido vítima de estupro em outras oportunidades, quando ainda morava com a sua mãe.

A madrasta da vítima disse aos policiais que percebeu que a parte íntima da jovem estava com aparência estranha, tendo tirado fotos da região com a câmera do celular.

Após conversa com a vítima, o pai e a madrasta, juntamente da guarnição da PM, deslocaram até a casa do vizinho, que negou todo o ocorrido, dizendo que nunca teve nenhum tipo de relacionamento com a menor.

O suspeito afirmou ainda que sempre que está em casa, junto do filho, também menor de idade e complementou dizendo que não sabe o motivo da vítima estar inventando uma coisa tão séria como essa.

A Polícia Militar encaminhou a vítima ao Hospital Regional Antônio Dias (HRAD). Onde segundo laudo médico, a vítima não apresentava nenhum ferimento decorrente de estupro.

Segundo o laudo, o hímen da vítima foi rompido há bastante tempo e os ferimentos no local são oriundos de uma doença sexualmente transmissível, incluindo corrimento e teriam sido provocados por coceira por parte da menor.

A vítima foi encaminhada à assistência social do HRAD e foi dado o apoio necessário por parte do hospital e por parte dos militares. O suspeito não foi preso devido ao fato não se encontrar em flagrante delito.


Comentários
Os comentários não representam a opinião do portal e são de responsabilidade do autor

  • NossaFM 105,9 - Patos de Minas/MG
  • NTV - Patos de Minas/MG
  • NossaFM 96,3 - Oliveira/MG