Após reclamações sobre precariedade na UPA, prefeitura alega que reforma poderá ser realizada em janeiro

As queixas são de paredes mofadas e descascadas, falta de espaço e precariedade do mobiliário.

por Redação Patos Já
19/10/2021 - 10h55

Patos Já - Após reclamações sobre precariedade na UPA, prefeitura alega que reforma poderá ser realizada em janeiro

Usuários e pacientes procuraram a reportagem do Patos Já para se queixarem da precariedade das instalações da UPA. Pelas imagens enviadas, é possível ver as paredes mofadas e descascadas e como os pacientes ficam próximos uns aos outros e recebem atendimento nos corredores pela falta de espaço.

Outra reclamação feita pelos solicitantes é referente ao mobiliário do local, que está muito velho e boa parte com pedaços faltosos e espumas aparentes, principalmente em cadeiras utilizadas por quem aguarda atendimento na entrada da UPA.

Em nota a prefeitura relatou que uma reforma de ampliação da UPA está sendo avaliada para a Vigilância Sanitária e que a previsão é que as obras iniciem em janeiro de 2022, com recursos do Ministério da Saúde e contrapartida do município superiores a R$ 1 milhão.

De acordo com a nota da assessoria de comunicação, está previsto “a ampliação da recepção, construção de espaço para educação permanente dos servidores e para abrigar mais leitos de observação, assim como de urgência e emergência”.


Comentários
Os comentários não representam a opinião do portal e são de responsabilidade do autor

  • NossaFM 105,9 - Patos de Minas/MG
  • NTV - Patos de Minas/MG
  • NossaFM 96,3 - Oliveira/MG