Gerente de epidemiologia diz que ainda tem vacina contra a gripe para grávidas e crianças em Patos de Minas

Os dois grupos prioritários não atingiram a meta de imunização no município

por Odair Cardoso
15/06/2019 - 11h20

Patos Já - Gerente de epidemiologia diz que ainda tem vacina contra a gripe para grávidas e crianças em Patos de Minas

Com um balanço de cobertura vacinal contra a gripe acima de 98% para praticamente todos os grupos prioritários em Patos de Minas, apenas parte desta população alvo, preconizada pelo Ministério da Saúde, não cumpriu a meta de vacinação. Com pelo menos 3 casos de Sindrome Respiratória Aguda Grave – SRAG, em investigação, o setor de epidemiologia do município alerta que as doses estão disponíveis para gestantes e crianças.

De acordo com a diretora da vigilância epidemiológica municipal, Elizaine Bicalho, a vacina é único meio de se prevenir o adoecimento. Até agora 3 casos foram notificados para pessoas que podem ter contraído a SRAG em Patos de Minas, e a confirmação depende dos resultados laboratoriais. A diretora disse ainda que em 2019 não houve registro de casos positivos.

Ainda segundo Elizaine Bicalho, mesmo com a campanha tendo terminado no dia 31 de maio, para o público com gestantes e crianças menores de 6 anos ainda se tem como garantir vacinas nas unidades de saúde. Ela alerta a imunização precisa ocorrer, uma vez que a gripe pode provocar complicações graves, inclusive a morte, se não for tratada a tempo.

Segundo a Secretaria Estadual de Saúde – SES, no Estado até o dia 10 de junho, foram notificados 1.354 casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave. Do total de casos notificados com amostras já processadas, 75 foram confirmados por SRAG por Influenza e 166 casos para outros vírus respiratórios do total de casos com investigação laboratorial.

Ainda conforme a SES, foram notificados 123 óbitos por SRAG, o que corresponde a 9,1% dos casos notificados (123/1.354). Dos 123 óbitos, 23 tiveram associação a vírus respiratórios. Das 23 mortes por vírus respiratórios, 11 (47,8%) foram ocasionada pelo influenza A(H1N1)pdm 09 e outras 12 (52,2%) associadas a outros vírus respiratórios. Os municípios que registram óbitos de SRAG por influenza foram Belo Horizonte (6), Andrelândia (1), Campo Belo (1), Juiz de Fora (1), Leopoldina (1) e Uberlândia (1).


Comentários
Os comentários não representam a opinião do portal e são de responsabilidade do autor

  • NossaFM 105,9 - Patos de Minas/MG
  • NTV - Patos de Minas/MG
  • NossaFM 96,3 - Oliveira/MG