Mais uma vez a UPA do bairro Peluzzo é alvo de reclamações da população

Após ir a unidade duas vezes seguida moradoras do bairro Quebec falam do descaso dos médicos da UPA

por Lauriene Alves- Fotos: Gustavo Brito.
27/02/2018 - 17h23

Patos Já - Mais uma vez a UPA do bairro Peluzzo é alvo de reclamações da população

Mais uma vez a Unidade de Pronto Atendimento de Patos de Minas - UPA, é alvo de reclamação da população. Os  patenses já estão cansados com o descaso constante em relação a questões que envolvem a saúde pública da cidade, reclamam pelas horas de espera e descaso dos médicos da UPA. Em um destes casos, Eleuza Silva, dona de Casa, relatou a reportagem do Patos Já, que ela foi a UPA por duas vezes seguidas para atendimento do filho que sofre com problemas cardíacos.

 A moradora do bairro Quebec  foi  a Unidade de Pronto Atendimento na segunda-feira (26), às 11h30 da manhã, para levar seu filho que estava sentindo fortes dores no peito, após ser medicado, os médicos do pronto atendimento pediram para levar o homem para casa. Porém nesta terça-feira (27), o filho de Eleuza voltou a sentir dores no peito, e também, sentiu falta de ar. Ela alega que teve que pedir a ajuda dos vizinhos para conceder carona até a UPA da cidade, eles chegaram por volta de 5h da manhã.

A esposa, Carla Cristina, doméstica, também relatou que há descaso dos médicos, com a o caso de seu marido, pois a primeira vez, eles medicaram o homem e logo o liberaram para ir embora. Na segunda vez, eles atenderam o esposo dela, porém como estava próximo de  trocar  plantão, o médico responsável passou, apenas, uma nebulização e pediu que o levassem para casa. Carla, disse que o marido precisa de exames específicos para o coração. Após tantos pedidos das parentes do rapaz, os médicos resolveram fazer um Raio X. Porém, elas alegam que o quadro clínico do homem é recorrente e já teve casos no passado de parada cardíaca.

As reclamações de superlotação na UPA do bairro Jardim Peluzzo continuam, e agora, também, contamos com o descaso dos médicos do local. A população pede providências. Relembrando o fechamento da unidade que ficava na Avenida Marabá, alguns acreditam que o ideal seria um segundo local para consultas, outros pedem ainda o aumento do corpo médico, para agilizar os atendimentos.  


Comentários
Os comentários não representam a opinião do portal e são de responsabilidade do autor

  • NossaFM 105,9 - Patos de Minas/MG
  • NTV - Patos de Minas/MG
  • NossaFM 96,3 - Oliveira/MG