Menino toma produto ácido pensando ser refrigerante e médico aciona PM por causa de atendimento demorado

O médico que acompanhava o garoto ficou indignado com a falta de pediatra em um hospital de referência

por Odair Cardoso
22/06/2019 - 08h30

Patos Já - Menino toma produto ácido pensando ser refrigerante e médico aciona PM por causa de atendimento demorado

Uma criança com apenas 10 anos de idade, moradora de Cruzeiro da Fortaleza, precisou ser encaminhada rapidamente para o atendimento médico em Patos de Minas, após beber um produto ácido que é utilizado na lavagem de ordenha de bovinos. O médico responsável que acompanhava o paciente chamou a polícia, reclamando de demora no atendimento e pela falta de um médico pediatra no Hospital Regional Antônio Dias.

De acordo com as informações, a criança estava com a mãe na casa em que a mulher trabalha, no distrito de Brejo Bonito. O garoto encontrou a substância, LAT 300, um detergente alcalino usado na remoção de gordura, que estava armazenada em uma garrafa pet. Imaginando ser refrigerante, devido a coloração semelhante, ele ingeriu o produto. Segundos depois começou a passar mal e foi levado às pressas para o pronto atendimento da localidade, mas devido a gravidade foi feita a transferência para Patos de Minas.

Patos Já - Menino toma produto ácido pensando ser refrigerante e médico aciona PM por causa de atendimento demorado

Segundo o Capitão Saraiva, a Policia Militar foi acionada pelo médico que fez o primeiro atendimento em Cruzeiro da Fortaleza, relatando a demora e a ausência de um pediatra no hospital, o que estaria atrasando a assistência para um caso considerado grave. Um boletim de ocorrências foi registrado, constando todas as reclamações a respeito do caso.

O diretor técnico do Hospital Regional, Alfredo Nakao, atendeu a imprensa e afirmou que a criança foi atendida de imediato, mas que dependia de um procedimento de endoscopia infantil, que o HRAD não possui. Além disso, o diretor explicou que atualmente existe o problema do número reduzido de médicos para plantões de 24 horas na área de pediatria, em uma imensa demanda para atender pacientes de 33 municípios. Ainda segundo ele, o Estado e município já foram comunicados da situação.

Entretanto, o diretor afirmou que foram dadas as devidas assistências ao menino, que sofreu queimaduras na orofaringe, que é a cavidade bucal da garganta entre a raiz da língua, o palato mole e a epiglote. Segundo Alfredo Nakao, em contato com o centro toxicológico em Belo Horizonte, foram repassadas orientações e o quadro é estável, com a criança respirando espontaneamente.

Patos Já - Menino toma produto ácido pensando ser refrigerante e médico aciona PM por causa de atendimento demorado


Comentários
Os comentários não representam a opinião do portal e são de responsabilidade do autor

  • NossaFM 105,9 - Patos de Minas/MG
  • NTV - Patos de Minas/MG
  • NossaFM 96,3 - Oliveira/MG