Patos de Minas registra a primeira morte por chikungunya no Estado em 2019

O município enfrenta este ano a maior epidemia de infestação do Aedes aegypti de sua história.

por Odair Cardoso
16/07/2019 - 15h50

Patos Já - Patos de Minas registra a primeira morte por chikungunya no Estado em 2019

O boletim epidemiológico de monitoramento da Secretaria Estadual de Saúde de Minas Gerais – SES, divulgado nesta terça-feira (16), informa que Patos de Minas registrou o primeiro caso de morte por chikungunya no Estado. O município enfrenta em 2019 a maior epidemia de infestação do Aedes aegypti da sua história.

Os dados levantam também os números relacionados a dengue, com cinco óbitos registrados em Patos de Minas, com outros 15 em investigação. Desde o mês de janeiro, já são mais de 7.300 casos notificados, com quase 4 mil confirmações de pessoas que contraíram a doença. Os números são assustadores, e apesar da diminuição no número de notificações, devido ao período de inverno, os impactos da epidemia ainda continuam fazendo vítimas.

O boletim da SES-MG, diz que em relação à Febre Chikungunya, Minas Gerais registrou 2.637 casos prováveis da doença este ano. O texto não identifica a vítima, mas comunica que em 2019, até o momento, foi confirmado um óbito para chikungunya do município de Patos de Minas.

O estado continua em situação de alerta para o aumento no número de casos das doenças transmitidas pelo Aedes (dengue, chikungunya e zika).


Comentários
Os comentários não representam a opinião do portal e são de responsabilidade do autor

  • NossaFM 105,9 - Patos de Minas/MG
  • NTV - Patos de Minas/MG
  • NossaFM 96,3 - Oliveira/MG