Segundo LIRAa de 2019 em Patos de Minas tem resultado de baixo risco

Foram visitados 3.543 imóveis, nos três dias do Levantamento Rápido de Índices de Infestação pelo Aedes aegypti

por Odair Cardoso
14/10/2019 - 11h10

Patos Já - Segundo LIRAa de 2019 em Patos de Minas tem resultado de baixo risco

O segundo Levantamento Rápido de Índices de Infestação pelo Aedes aegypti (LIRAa), em Patos de Minas, realizado nos dias 8,9,10 de outubro, teve o resultado divulgado na manhã desta segunda-feira (14). Os dados apresentaram baixo risco, depois do município registrar a maior epidemia de dengue da sua história.

De acordo com a agente de endemias, Suelene Oliveira, o resultado apurado é de 0,4 (baixo risco). No primeiro levantamento do ano, feito no mês de janeiro, período que antecedeu a maior incidência de casos, o LIRAa apontou 2,1, médio risco. No entanto, a agente lembrou que isso não significa que a situação seja tranquila, uma vez que devido aos dias quentes e com incidência de chuvas, qualquer recipiente com água acumulada pode se transformar em criadouros das larvas do mosquito.

Foram visitados 3.543 imóveis, nos três dias do levantamento. Ainda segundo Suelene Oliveira, em praticamente todos os bairros foram encontrados recipientes com a presença de larvas ou pulpas do mosquito. A maior parte dos criadouros estão dentro das residências, em pratos que ficam embaixo de vasos de plantas, lixo doméstico descartado de maneira inadequada e bebedouros de cães, gatos e pássaros.

“Pedimos a população para que abra as portas para os agentes de combate as endemias, que darão continuidade as visitas domiciliares. A colaboração de cada um é muito importante”, destacou Suelene. Outra informação, é que os mutirões de recolhimento dos materiais que acumulam água, devem continuar sendo realizados.





Comentários
Os comentários não representam a opinião do portal e são de responsabilidade do autor

  • NossaFM 105,9 - Patos de Minas/MG
  • NTV - Patos de Minas/MG
  • NossaFM 96,3 - Oliveira/MG