Supostas irregularidades em radar de Patos de Minas causa indignação a motoristas

Após ser multado, o condutor entrou com recurso apontando irregularidades na instalação do aparelho

por Débora Araújo - foto:Gustavo Brito
01/08/2018 - 10h55

Patos Já - Supostas irregularidades em radar de Patos de Minas causa indignação a motoristas

Os cinco radares instalados no fim do ano passado em diferentes partes de Patos de Minas estão causando indignação por parte dos motoristas. Os controladores de velocidade foram colocados em pontos estratégicos da cidade e tem pego muitos motoristas de surpresa. Os campeões de multas foram os instalados na Avenida Fátima Porto, com 14 penalidades, Avenida Marabá com 163 multas, rua Major Gote com 221 multas, Rua Olegário Maciel com 232 penalidades e na Rua Dr. Marcolino com mais de 200 multas aplicadas.

No local com o maior número de multas aplicadas, no cruzamento da rua Dr Marcolino com Avenida Brasil, o radar não possui o display que é responsável por mostrar ao condutor a velocidade de cada veículo que passa pela via. Além desta, existem outras irregularidades em relação ao equipamento. Um motorista multado no local, fez um recurso onde reclama da distância da placa indicativa de velocidade que por lei precisa ser de 100 metros e, segundo o processo, está somente a 78 metros do radar. No documento, o condutor também denuncia a poluição visual, a falta do sensor de velocidade e o tamanho das placas.

De acordo com o advogado especialista em trânsito, Cristiano Oliveira, todas as reclamações colocadas no recurso são procedentes. " As alegações tem fundamento jurídico para gerar o arquivamento do auto de infração de trânsito, uma vez que o equipamento tem se tornado um objeto totalmente arrecadatório em razão da deficiência da sinalização e por se tratar de uma via onde os semáforos são sincronizados, o que faz com que os motoristas acabem se esquecendo da velocidade". 

O condutor que for notificado em qualquer um dos radares e se sentir prejudicado pode recorrer da multa. Se houve irregularidade, o município pode ser obrigado a devolver o dinheiro das pessoas que já pagaram as multas e anular as notificações já realizadas no local. "Diante de falhas do Município na aplicação das multas, o efeito imediato seria o arquivamento dos autos de infração de trânsito, mas para isso é necessário que o condutor quer for autuado apresente dentro do prazo previsto o seu recurso contra a penalidade. " concluiu o advogado.


Comentários
Os comentários não representam a opinião do portal e são de responsabilidade do autor

  • NossaFM 105,9 - Patos de Minas/MG
  • NTV - Patos de Minas/MG
  • NossaFM 96,3 - Oliveira/MG