Homem amanhece morto em casa de apoio, ele chegou a informar que havia sido agredido na rua

Não houve registro de ocorrência da agressão e vítima não procurou atendimento médico

por Aiandra Faria
13/10/2021 - 15h20

Patos Já - Homem amanhece morto em casa de apoio, ele chegou a informar que havia sido agredido na rua

Durante a madrugada desta quarta-feira (13) um homem de 43 anos faleceu em uma casa de apoio situada na Avenida Tomaz de Aquino, no Bairro Alvorada. A suspeita é de que o óbito ocorreu em decorrência de uma agressão que a vítima teria sofrido na noite dessa terça-feira (12), enquanto estava na rua.

De acordo a responsável pela casa de apoio, Roberto Carlos Domingos teria chegado no local por volta das 21h de ontem pedindo para dormir. Ele aparentava estar embriagado e apresentava um ferimento na cabeça. Ao ser perguntado sobre o ferimento, Pingo, como era conhecido, disse que havia sido agredido, mas, não repassou mais detalhes.

O homem não teria conseguido comer, mas conversava é estava consciente, ele tomou banho e se deitou. Depois foi encontrado já morto. Foi o médico do SAMU que declarou o óbito.

A Polícia foi acionada, e como a vítima apresentava ferimentos, a Perícia também compareceu ao local e o laudo do IML deve revelar a causa da morte. Segundo o Tenente Gomes, nessa terça-feira não houve registro de agressão envolvendo Roberto e ele não teria procurado atendimento médico.

Segundo a responsável pela casa, as lesões aparentavam ser leves, mas, a suspeita é de o óbito tenha ocorrido em decorrência da briga.

Pingo já havia se hospedado em outras ocasiões na casa de apoio. Em uma das passagens ficou no local por cerca de 10 dias, mas, há algum tempo não havia ido ao local.

Pessoas que passaram pela casa nesta noite serão ouvidas para saber se Pingo deu mais alguma informação sobre a agressão sofrida, como autoria e motivação.

Sem nenhuma suspeita de quem possa ter agredido a vítima, até que tudo seja esclarecido, o boletim de ocorrência será registrado como lesão corporal seguida de morte. Diligências também estão sendo realizadas para identificar possíveis envolvidos.

A Polícia pede para se alguém tiver presenciado as agressões ou tiver alguma informação, denunciar através do 190, não precisa de identificar.


Comentários
Os comentários não representam a opinião do portal e são de responsabilidade do autor

  • NossaFM 105,9 - Patos de Minas/MG
  • NTV - Patos de Minas/MG
  • NossaFM 96,3 - Oliveira/MG