Morte de detento em Patos de Minas foi encomendada por organização criminosa

Seis pessoas foram indiciadas pelo crime

por Redação Patos Já
31/03/2022 - 09h00

Patos Já - Morte de detento em Patos de Minas foi encomendada por organização criminosa

A Polícia Civil de Minas Gerais concluiu, nessa segunda-feira (28), o inquérito que apurou a morte de Gilson Martins, tinha de 55 anos, que estava preso no presídio Sebastião Satiro, devido ao crime de estupro de vulnerável, cometido em Patos de Minas, no dia oito de maio de 2021. No dia da morte, 13 de março, seis pessoas, que dividiam cela com a vítima, foram indiciadas por homicídio triplamente qualificado.

No dia do crime, a polícia foi acionada pelo sistema prisional para investigar a morte do homem, supostamente um caso de suicídio, entretanto, a perícia identificou no local indícios de homicídio.

Por meio de análises periciais, coleta de informações e depoimentos, foi constatado o envolvimento dos seis homens que estavam na cela. Segundo as informações, a morte aconteceu por mando de uma organização criminosa. Os suspeitos se juntaram, dividiram as funções e atacaram a vítima enquanto ela dormia. Em seguida, com a tentativa de forjar um suicídio, o grupo pendurou o corpo da vítima na janela da cela.


Comentários
Os comentários não representam a opinião do portal e são de responsabilidade do autor

  • NossaFM 105,9 - Patos de Minas/MG
  • NTV - Patos de Minas/MG
  • NossaFM 96,3 - Oliveira/MG