Prefeito de Patos de Minas decreta calamidade financeira

Segundo o gestor, quase toda a dívida foi gerada no governo Pedro Lucas

por Marília Borges
Fonte: Marília Borges - Foto: Douglas Almeida.
02/02/2017 - 17h28

Patos Já - Prefeito de Patos de Minas decreta calamidade financeira

Assim como o Patos Já adiantou recentemente, o prefeito de Patos de Minas, José Eustáquio, decretou nesta quinta-feira (02) o estado de calamidade financeira do município. De acordo com o gestor que entra no segundo mês de governo, O valor herdado das dívidas era de R$ 287.383.069,78, mas R$ 46.756.967,27, foram abatidos pelos recursos financeiros disponíveis em contas municipais, ficando um total de R$ 240.626.102,51. 

Com a determinação ficam proibidas novas despesas por pelo menos 180 dias. Segundo o prefeito, o valor apurado inicialmente seria de 76 milhões, mas com os levantamentos, foram constatados além dos restos a pagar de 2016, outros dos anos de 2015 e 2014, além da dívida com o Instituto de Previdência Municipal de Patos de Minas – Iprem, que está em mais de R$ 160 milhões. Ainda de acordo com José Eustáquio, quase todo o montante foi gerado no governo Pedro Lucas.


Comentários
Os comentários não representam a opinião do portal e são de responsabilidade do autor

  • NossaFM 105,9 - Patos de Minas/MG
  • NTV - Patos de Minas/MG
  • NossaFM 96,3 - Oliveira/MG