A fim de evitar aglomerações, Campanha Nacional de Vacinação contra a Gripe não terá Dia D de mobilização social

Campanha ocorre do dia 23 de março ao dia 22 de maio de 2020. Ação visa evitar que população vá aos postos de saúde num mesmo dia

por Redação Patos Já
Fonte: Secretaria de Estado de Saúde.
25/03/2020 - 07h30

Patos Já - A fim de evitar aglomerações, Campanha Nacional de Vacinação contra a Gripe não terá Dia D de mobilização social

A 22ª Campanha Nacional de Vacinação contra a Gripe teve início na segunda-feira, 23/03 e irá até o dia 22 de maio de 2020. Anteriormente, estava programado para o sábado, dia 09 de maio, o Dia “D” de mobilização nacional, data na qual todos os postos de saúde do país ficam abertos a fim de receber o público prioritário da campanha.

No entanto, de forma a evitar aglomerações de pessoas nas Unidades de Saúde no mesmo dia, a Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG) informa que não será realizado o dia D de mobilização nacional. “É necessário sempre reforçar a importância de imunizar o maior número de pessoas que compõem o público-prioritário, sem esquecer de que também é imprescindível evitar as aglomerações nas unidades de saúde”, afirma Josianne Dias Gusmão, coordenadora estadual do Programa de Imunizações da SES-MG.

Recomendações para a aplicação das doses diante dos casos do novo COVID-19

Diante dos casos do novo COVID-19, o Ministério da Saúde recomenda que os municípios adotem uma série de estratégias para evitar aglomerações durante a vacinação nas Unidades Básicas de Saúde (UBS). Cada município terá autonomia para definir quais estratégias irá adotar, de acordo com sua realidade e cenário epidemiológico. Contudo, é recomendado que diferentes formatos de organização do processo de trabalho das equipes sejam adotados.

Entre as estratégias que podem ser adotadas está a organização das UBS com horário de funcionamento estendido, garantindo a oferta de vacinação na hora do almoço, bem como nos horários noturnos e finais de semana. Unidades com mais de uma equipe podem se organizar em escalas de trabalho flexíveis a fim de garantir o quantitativo de profissionais necessários para assegurar o acesso da população à vacina durante todo o horário de funcionamento do serviço. Outra recomendação é a disponibilização de um local específico na unidade de saúde para vacinação do idoso, pessoas com comorbidades, gestantes e puérperas, separados do local de vacinação direcionado aos demais grupos.

Realizar a vacinação extramuros, em locais de convivência social (supermercados, centro de idosos, igrejas, escolas, etc) em locais abertos e ventilados e, inclusive, em Unidades Móveis da Saúde também integra as recomendações do Ministério da Saúde.


Comentários
Os comentários não representam a opinião do portal e são de responsabilidade do autor

  • NossaFM 105,9 - Patos de Minas/MG
  • NTV - Patos de Minas/MG
  • NossaFM 96,3 - Oliveira/MG