Pró-Saúde encerra intervenção no Hospital São Lucas

Relatório com o diagnóstico do hospital foi entregue pela equipe técnica do grupo

por Redação Patos Já
22/08/2019 - 11h00

Patos Já - Pró-Saúde encerra intervenção no Hospital São Lucas

A Pró-Saúde encerrou nesta quarta-feira (21), a intervenção no Hospital São Lucas, em Patos de Minas, após concluir o diagnóstico técnico sobre a situação econômica, administrativa e assistencial da unidade. A entidade havia sido indicada pelo Tribunal de Justiça de Minas Gerais para apurar a situação atual e propor soluções para a recuperação do hospital, que enfrenta um grave quadro de precariedade e endividamento.

O diagnóstico foi realizado no período de 20 de maio a 12 de agosto e envolveu o trabalho feito por técnicos de diversas áreas da Pró-Saúde — administrativa, médica, jurídica, enfermagem, suprimentos, comunicação, operações, contabilidade entre outras.

O relatório, que também contou com dados da intervenção realizada na Clínica de Hemodiálise D’Heronville, no município de Unaí, mostrou que as dívidas do hospital e da clínica ultrapassam os R$ 15 milhões. O rombo afeta diretamente funcionários com salários atrasados, prestadores de serviços e fornecedores que, sem receber, interromperam a manutenção de equipamentos utilizados no atendimento e realização de exames de pacientes.

Segundo o comunicado oficial enviado ao Portal Patos Já, durante a intervenção, a Pró-Saúde colocou em prática uma série de ações para tentar reverter o processo de precarização do hospital e clínica, em uma tentativa de recuperar minimamente o atendimento à população.

A entidade conseguiu ampliar o estoque de R$ 289 mil para R$ 544 mil, o que melhorou a reposição de materiais médicos utilizados no atendimento à população.Outro ponto importante alcançado pela gestão foi o pagamento dos salários atrasados aos colaboradores, após repasse de recursos da Prefeitura de Patos de Minas.

Ainda segundo a nota, a Pró-Saúde também realizou a manutenção corretiva de equipamentos do hospital, que incluem os aparelhos da hemodiálise e UTI (Unidade de Terapia Intensiva) adulto e neonatal, recuperação de raios x e incubadoras, restabeleceu os atendimentos médicos e os serviços de análises clínicas realizadas por laboratórios terceirizados e ainda regularizou pagamentos das contas de energia elétrica, água, telefone e internet que constavam em atraso.

Foram muitas mudanças, mas segundo o grupo, ainda existem muitos pontos com necessidade de adequação, como por exemplo, a ausência de responsável técnico médico pelo Hospital São Lucas e formalização de contratos para os serviços de laboratório de análises clínicas.

Agora, após a intervenção, o Hospital volta a ser gerido pelo médico e proprietário, Sergio Piau.


Comentários
Os comentários não representam a opinião do portal e são de responsabilidade do autor

  • NossaFM 105,9 - Patos de Minas/MG
  • NTV - Patos de Minas/MG
  • NossaFM 96,3 - Oliveira/MG