patosja_logo

Vacina contra covid será incluída no Programa Nacional de Imunizações

Vacinação anual passa a valer a partir de 2024

por Redação PatosJá

fonte: Agência Brasil.

Publicado: 31-10-2023 15:38:25

Saúde

aplicação de vacina

A partir de 2024, a dose da vacina contra a covid-19 passará a fazer parte do Programa Nacional de Imunizações (PNI). A recomendação do Ministério da Saúde é que estados e municípios priorizem crianças de 6 meses a menores de 5 anos e grupos com maior risco de desenvolver formas graves da doença: idosos; imunocomprometidos; gestantes e puérperas; trabalhadores da saúde; pessoas com comorbidades; indígenas, ribeirinhos e quilombolas; pessoas em instituições de longa permanência e trabalhadores; pessoas com deficiência permanente; pessoas privadas de liberdade; adolescentes e jovens cumprindo medidas socioeducativas; funcionários do sistema de privação de liberdade; e pessoas em situação de rua.

 

“É uma mudança importante, alinhada com a Organização Mundial da Saúde [OMS], em que a vacina contra a covid-19 passa a incorporar o nosso Programa Nacional de Imunizações. Durante a pandemia, foi criado um programa paralelo, para operacionalização da vacina contra a covid-19, fora do nosso programa nacional. O que fizemos este ano foi trazer a vacina contra a covid-19 para dentro do Programa Nacional de Imunizações. A vacina passa a ser recomendada no calendário de crianças. Para todas as crianças nascidas ou que estejam no Brasil, com idade entre 6 meses e menores de 5 anos, a vacina passa a ser obrigatória no calendário vacinal”, destacou a secretária de Vigilância em Saúde e Ambiente do ministério, Ethel Maciel.

 

“Além disso, alinhados com a recomendação da Organização Mundial da Saúde recente, a gente passa a incorporar a dose no calendário anual de vacinação para grupos prioritários. Aqui no Brasil, ampliamos um pouco o grupo que a OMS recomenda, que é mais restrito. Vamos, na campanha de 2024, manter os mesmos grupos de 2023. Essas são as duas mudanças fundamentais”, explicou.

 

A secretária lembrou ainda que a vacina bivalente segue disponível em todo o país, e recomendou que quem ainda não recebeu a dose este ano busque a imunização. “A vacina vai ser anual. Se a pessoa tomou a dose deste ao, já está com a dose em dia. Essa é a recomendação da Organização Mundial da Saúde agora, dose anual”.

 

Demais grupos

“Como sempre fazemos em outras campanhas, abrimos para grupos prioritários e, depois, havendo sobra de vacina, a gente abre para os demais. Essa tem sido sempre a recomendação do Ministério da Saúde. A gente vai focar nos prioritários porque o principal foco da doença agora, no mundo inteiro, é diminuição de gravidade, hospitalização e óbito”, destacou Ethel.

 

“Temos já elementos muito robustos e contundentes que indicam a segurança e a efetividade da vacina. No Brasil, tínhamos 4 mil pessoas morrendo todos os dias por covid. Hoje, temos 42. Essa é a maior prova da efetividade da vacina”.

 

“Para os adultos em geral, pessoas que são imunocompetentes, como nós falamos quando não há uma doença de base, as doses que você tomou ainda te protegem. Você ainda tem proteção contra a gravidade da doença”, acrescentou. “A gente tem a infecção respiratória, mas a gente não tem a gravidade da doença. As vacinas também protegem contra a covid longa, os estudos já mostram isso. Então, para os adultos imunocompetentes, a gente não precisaria de uma nova dose até o momento. Lembrando que é uma doença nova. Se surge uma nova variante que tem um escape das vacinas que temo, a gente precisa sempre mudar nossas recomendações”.

 

Covid longa

A pasta informou que já contratou um estudo nacional de base populacional para entrevistar cerca de 33 mil pessoas com foco em covid longa. “É algo que também nos preocupa aqui no Ministério da Saúde, porque não temos estimativas internacionais nem nacionais ainda que nos deem elementos para a criação de políticas públicas. Esse estudo está sendo coordenado pelo pesquisador da Universidade Federal de Pelotas Pedro Hallal. O estudo vai à casa das pessoas saber quantas vezes teve covid, se teve sintomas, se eles persistem. A gente vai a campo agora no final de novembro e a gente espera, até o fim do ano, termos dados para que a gente possa pensar, em 2024, como a gente vai lidar também com a covid longa”.

 

Números

De acordo o Ministério da Saúde, o Brasil segue uma tendência observada globalmente e registra oscilação no número de casos da doença. Dados da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) indicam aumento de casos na população adulta do Paraná, do Rio Grande do Sul, de Santa Catarina e de São Paulo. Em Minas Gerais e no Mato Grosso do Sul, há sinalização de aumento lento nas ocorrências de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) decorrente da covid-19 na população de idade avançada, mas sem reflexo no total de casos identificados. O Distrito Federal, Goiás e o Rio de Janeiro, que anteriormente apresentavam alerta de crescimento, demonstraram indícios de interrupção no aumento de notificações.

Em uma região rural, a viatura do Corpo de Bombeiros está estacionada e militares próximos ao helicóptero, mais ao fundo
Com uso de helicóptero, Bombeiros fazem buscas para localizar idoso desaparecido
autoridades de pé, pousando para fotografias, a frente de um telão e cortinas vermelhas
Com previsão de assumir gestão do Regional em junho, Faepu deve administrar as obras de ampliação do hospital
político
Vereador José Eustáquio explica seu pedido de parecer jurídico para PL e refuta portal de notícias
aplicação de vacina no braço de uma pessoa com seringa e agulha
Saúde antecipa vacinação contra gripe; campanha começa em 25 de março
arte com os escudos de Mamoré e URT sobre a imagem de um gramado verde
Tabela oficial do Módulo II do Mineiro tem mudanças em datas dos jogos de Mamoré e URT
larvas do mosquito da dengue armazenadas em um tubo plástico transparente
Sobe para 3.329 o número de casos prováveis de dengue em Patos de Minas
Concurso de Rainha Nacional do Milho
Edital para concurso de Rainha Nacional do Milho já está disponível
escola
Trânsito caótico na região da Escola Jacques Corrêa põe em risco segurança dos alunos
Câmara Municipal/ Plenário
Com parecer favorável, Câmara Municipal vota PL que garante passagem a R$ 3,00 no transporte coletivo para os patenses
Créditos Paulo Sérgio /Paracatunews
Adolescente é encontrado morto com mais de 20 facadas dentro de escola no município de Paracatu
Agência 46° BPM
Homem provoca incêndio na própria residência e é preso pela Polícia
saúde
Familiares e amigos fazem vigília na porta de hospital por jovem que se recupera de acidente
dengue
Combate à dengue: testes rápidos e eficazes disponíveis na rede pública e privada!
luzes em vermelho da viatura policial
Baleado pela polícia por resistir à prisão e ferir militar, idoso de 65 anos morre no Hospital Regional
veículo Chevrolet Onix apreendido e logo atrás a viatura da PM com um militar ao lado
Durante tentativa de fuga, polícia atira contra pneus de veículo que transportava droga
cartões de loteria lado a lado
Mega acumula e prêmio vai a R$ 135 milhões; veja dezenas sorteadas
SUS
Santa Casa não possui previsão para cirurgia em idosa que quebrou a mão e está na fila de espera
Avenida Fátima Porto
Motoristas reclamam de buracos na Av. Fátima Porto após obras de canalização
frente do Fórum de Patos de Minas
Homem é condenado a 8 anos de prisão em regime semiaberto por tentar matar ex-namorada a facadas em Patos de Minas
direito de resposta
Prefeitura e demais partes denunciadas por Valter Morato se posicionam
local do acidente com viatura do Samu pessoas ao redor e o socorristas transportam a vítima
Condutor fica ferido em acidente entre carro e motocicleta
veículo no cruzamento onde o mato toma conta do canteiro na avenida JK
Sem visibilidade por causa de mato, motorista se envolve em acidente na Avenida JK
tentativa de roubo
Tentativa de furto é registrada em supermercado da rua Major Gote
alergias
Alergia alimentar: conheça os principais sintomas e tratamento